De jovem aprendiz à motorista de ônibus: conheça a história do Douglas

Douglas tem 26 anos e acabou de realizar um de seus sonhos: se tornar motorista de ônibus.

Conheça sua história:

O amor pelos ônibus vem de berço. Douglas nos contou que desde criança ama ônibus e sempre sonhou em se tornar motorista de coletivo, mesmo com o preconceito de outras pessoas. 

"As crianças geralmente sonham em se tornar jogador de futebol. Comigo era diferente, sempre quis dirigir ônibus. Já sofri muito preconceito por conta disso, mas nunca desanimei. Debochavam de mim quando eu dizia que meu sonho era virar motorista de ônibus. À essas pessoas, não guardo rancor, espero que elas também consigam alcançar seus objetivos e sonhos, pois não é fácil" - afirmou.

Seu primeiro emprego não foi como rodoviário. Começou sua trajetória profissional em outro segmento, este, que precisou sair por conta de problemas de saúde de familiares. Sem emprego e sem experiência, arriscou uma vaga no setor de transportes. Deixou currículo na portaria da Petro Ita almejando se tornar cobrador de ônibus. 

Na época, a empresa não tinha vagas de cobrador disponíveis naquele momento e, vendo sua idade, ofereceu a ele a oportunidade de ingressar como Jovem Aprendiz. "Mesmo não sendo a função que eu queria na época, aceitei a proposta da empresa, pois quando se abre uma porta, temos que aproveitar", comentou.

 (foto: jovem aprendiz petro ita 2016)

Douglas ficou como jovem aprendiz no departamento de monitoramento por 18 meses, até encerrar seu contrato de trabalho. Foi durante este período que conheceu sua esposa, na época, também jovem aprendiz na empresa. "A Petro Ita está muito relacionada com minha vida pessoal. Não apenas me deu as oportunidades de conquistar meus objetivos, como também de conhecer a companheira de minha vida".

Quando o seu contrato como jovem aprendiz terminou, Douglas recebeu a proposta de ser efetivado no Departamento Financeiro da empresa, onde atuou por 4 anos na função de auxiliar de tesouraria. Enquanto estava no setor financeiro, ele afirmou que via outros profissionais da empresa dirigindo ônibus e mesmo perto de seu sonho, ainda não se via o alcançando, já que não possuía a carteira de habilitação da categoria.

"Meu superior do Departamento Financeiro sempre me dizia para não desistir do meu sonho e correr atrás dos meus objetivos. Na época, eu não vislumbrava que era possível e ficava chateado de não ter como dirigir os coletivos que estavam ali bem na minha frente. Nem a habilitação de ônibus eu tinha. Às vezes eu ficava chateado, mas os amigos sempre me lembravam que uma hora a minha chance chegaria".

O tempo passou e Douglas acabou deixando o departamento financeiro para atuar como cobrador da Petro Ita. Logo que iniciou na função, viu que a empresa possui um plano de formar cobradores como motoristas de ônibus (a Escola de Formação de Motoristas). Essa foi a oportunidade que ele viu para realizar seu sonho de criança: ser motorista de ônibus.

 (foto: na função de cobrador)

Mas ele ainda precisava adquirir a carteira de habilitação para estar apto a participar do curso de formação. "Pensei comigo: a hora é agora! Investi na minha CNH. Se eu tirasse ela, poderia participar da escolinha. Só tinha dinheiro para fazer uma prova da auto-escola, se eu reprovasse, não teria como fazer outra prova por falta de grana. Mas deu tudo certo e passei de primeira."

Ficou como cobrador da empresa por volta de 9 meses. Durante esse tempo, tirou sua carteira de habilitação categoria D e se inscreveu para a primeira turma da Escola de Formação de Motoristas Petro Ita 2022.

 (foto: aprovado na EFM 2022)

Ele comentou que como cobrador sempre prestava atenção em como os colegas motoristas agiam no dia a dia e mesmo só de olhar, já conseguia aprender muitas coisas em como é ser motorista de coletivo. Douglas foi um dos participantes da primeira turma da EFM (Escola de Formação de Motoristas) 2022 e foi aprovado. Coincidência ou não, faz aniversário no primeiro mês atuando como motorista, algo que comentou que ficará em sua memória para sempre.

"Mais um motivo pra comemorar: faço aniversário no primeiro mês que estarei realizando meu sonho. Espero que eu possa ser um bom motorista e que as viagens sejam gratificantes aos meus passageiros. Agradeço à Petro Ita por tudo! Ela me proporcionou as oportunidades e me ajudou a chegar onde eu cheguei. Também sou muito grato aos amigos que não deixaram eu desanimar e me apoiaram em continuar buscando meu sonho. Agora é realidade!".